Um pouco da história de Chick Webb!

William Henry Webb, mais conhecido como Chick Webb foi um dos bateristas mais competitivos, cantor e líder de bandas da era das Big Bands.  Desde a infância Webb sofreu com os efeitos da tuberculose na coluna vertebral, doença que o deixou baixinho e um pouco corcunda.  A ideia de tocar um instrumento foi sugerida por seu médico para “soltar” seus ossos.

Apesar de não saber ler partituras, Webb era capaz de memorizar cada arranjo perfeitamente. Ele usou uma grande variedade de instrumentos de percussão para criar solos de uma complexidade e energia que inspiraram bateristas como Buddy Rich e Louie Bellson.

Em  Nova Iorque, Webb liderou bandas em vários clubes antes de se estabelecer regularmente no iniciante Savoy, em 1931. As bandas prosseguiram tocando um som afiado, com Webb disciplinando e conduzindo com ferocidade as pirotecnias da bateria, o trompetista Taft Jordan impressionando Louis Armstrong, e, acima de tudo, uma série de grandes composições de Edgar Sampson (entre elas, Blue Lou e Stomping At The Savoy).

Em 1935, Webb contratou Ella Fitzgerald (já falamos dela por aqui, lembra?), que acabara de ganhar um concurso de talentos no Teatro Apollo. Seu show foi remodelado para se adequar à cantora, que em troca forneceu o maior hit de Webb, A Tisket-A-Tasket, em 1938.

Outro de seus sucessos é a música Lindyhopper’s Delight, que, comparada à outras jams, não é muito rápida, mas é impressionante e uma das preferidas dos lindy hoppers. Chick Webb também participou da composição de Tain’t What You Do, música da famosa coreografia chamada Shim Sham, e a The Dipsy Doodle, muito conhecida pela coreografia Tranky Doo, entre outros grandes sucessos que até hoje fervem as pistas de Lindy Hop, como Harlem Congo, Stompin’ At the Savoy e Who Ya’ Hunchin.

A comunidade de jazz/swing sentiu muito a morte de Chick Webb, em junho de 1939, aos 34 anos de idade.

Posted in Jazz and tagged , , , , , , , , , .